Categorias
Blog Coluna de Everaldo Matias

Problemas durante a atualização automática do WordPress? Saiba como resolvê-los

Por Everaldo Matias

Em alguns grupos e fóruns, tenho acompanhado pessoas com problemas durante a atualização do WordPress. Elas relatam que, durante o update, o CMS quebra no meio do caminho e se queixam que perdem acesso ao painel administrativo, e o site exibe apenas uma tela completamente vazia.

Existem algumas formas de atualizar o WordPress e, para todas elas, recomendo que você tenha um back up de tudo para evitar problemas.

A forma de atualização que vamos abordar aqui é a automática, pelo painel administrativo do site, clicando em Atualize agora.

Para corrigir o problema causado pela falha da atualização no meio do caminho, temos que utilizar uma forma que chamo de atualização manual.

No exemplo, usei o seguinte cenário:

  • WordPress 5.3.4
  • PHP 7.4.10
  • MariaDB 10.3.24

Nesse caso, a atualização automática fica rodando infinitamente e nunca termina. E ao tentar acessar o site, ele exibe apenas uma tela completamente vazia, não apresentando nem mesmo a mensagem de manutenção padrão do WordPress.

LEIA TAMBÉM
WordPress São Paulo divulga ações da Bienal da Quebrada
Astra fora do repositório; e app do WordPress sem atualização na loja da Apple
WCSP 2019: em palestra, Eduardo Pittol fala de criação de blocos Gutenberg com React
Edney “InterNey” Souza aponta 5 mindsets para transformação digital em palestra do WCSP 2019
Assista à íntegra do Meetup online “Um novo jeito de criar temas no WordPress com o Frontity”

Ao atualizar ou tentar acessar o painel, o mesmo problema ocorre e, então, ficamos completamente sem acesso ao site. Para corrigir esse erro, precisamos fazer uma atualização manual.

A atualização manual consiste em atualizar todos os arquivos do WordPress. Para isso, será necessário acesso ao cPanel da sua hospedagem ou ao FTP – para que possamos enviar os novos arquivos.

Um ponto muito importante nesse procedimento é que você deve preservar a pasta /wp-content do seu WordPress.

Todos os seus uploads – fotos e demais mídias -, seus temas e plugins ficam armazenados nessa pasta. Isso quer dizer que ao enviar os novos arquivos do WordPress, você não deve subscrever a pasta /wp-content.

Outro arquivo que deve ser preservado é o wp-config.php. Nele, temos algumas configurações sobre o site como a conexão com o banco de dados. Normalmente, esse arquivo fica na raiz do seu site mas, em alguns casos – e por questões de segurança -, ele pode estar em outra localização.

Porém, esse é um arquivo que não vem junto com os arquivos do WordPress – pelo menos com esse nome. Ele vem como um arquivo modelo chamado wp-config-sample.php, sendo assim ele não deve ser perdido quando atualizarmos os demais arquivos.

Para isso, o que costumo fazer é remover a pasta /wp-content do arquivo .zip que enviarei para o FTP.

Por segurança, antes de enviar o arquivo .zip, renomeio a pasta que já está no FTP – com todos arquivos que é preciso preservar – para algo como _wp-content – adicionado um underscore antes ou depois do nome da pasta.

Na imagem acima, podemos observar a pasta _wp-content renomeada, e o arquivo .zip, que enviei com a versão 5.5.1, sem a pasta wp-content.

Basicamente, o próximo passo é descompactar esse arquivo .zip nesse mesmo local. Como preservamos a pasta wp-content, todos os demais arquivos podem ser subscritos – exceto o wp-config.php.

Arquivo descompactado e no local certo é só voltar a pasta wp-content para o seu nome original.

Dependendo da versão que seu WordPress está, pode ser necessário atualizar o banco de dados. No primeiro acesso ao site, ele apresentará mensagem abaixo:

Clique no botão para atualizar o banco de dados e, após o procedimento, já conseguimos acessar o painel administrativo.

Em seguida, percebemos que já estamos utilizando a última versão do WordPress, no caso a 5.5.1.

Observe que esse procedimento também pode ser aplicado para outros casos como, por exemplo, fazer downgrade da versão do WordPress para correção ou recuperação de informações.

+ TEXTOS DA COLUNA DE EVERALDO MATIAS

O mesmo também pode ser útil para casos em que os arquivos do WordPress foram corrompidos por scripts maliciosos.

*

Mensalmente, Everaldo Matias escreve sobre Desenvolvimento para a comunidade WordPress São Paulo.

*

Everaldo Matias — O paulistano de 33 anos é desenvolvedor WordPress desde 2009. Formado em Tecnologia em Sistemas para Internet pela UNINOVE, contribui com a comunidade WordPress desde março de 2010. No universo do graffiti, é conhecido como Eve14. Nessa faceta, já participou da iniciativa São Paulo Capital Graffiti, é um dos idealizadores do Coletivo 5 Zonas, ganhou o prêmio Arte na Amauri do restaurante Ecco e realizou trabalhos para G-Shock, Dimension Customs, Tintas Coral, Pixel Show, Sesc Santo André, Estadão, entre outros.


O conteúdo desta coluna não reflete, necessariamente, as opiniões da comunidade WordPress São Paulo.


Redes sociais & últimos destaques da comunidade WordPress São Paulo

Deixe uma resposta