Categorias
Blog Coluna de Felipe Elia

Até quando a sustentabilidade do open source e o voluntariado se completam?

Por Felipe Elia

Se por algum tempo se questionou a viabilidade de programas mantidos por uma comunidade de voluntários sem fins lucrativos, atualmente temos certeza de que os softwares de código aberto vieram para ficar. Mas como manter esse modelo funcionando e crescendo? Sendo o tempo um recurso tão escasso hoje em dia, como viabilizar esses esforços voluntários?

Faço parte da comunidade WordPress Brasil há mais de quatro anos. Durante esse período, vi o eterno vai e vem de voluntários oferecendo ajudas pontuais, e a bravura de alguns poucos coordenando esforços em diferentes áreas por muito tempo.

Esses esforços muitas vezes são notados pelas grandes empresas que, ao oferecerem vagas para essas pessoas, acabam tirando delas o tempo necessário para contribuir com a comunidade. É um paradoxo interessante: o trabalho voluntário, que foi o catalisador do emprego, acaba se perdendo por causa da própria oportunidade.

LEIA TAMBÉM
Comunidade WordPress São Paulo procura colunistas

E aqui ainda vale uma ressalva. Embora o modelo open source seja um dos mais democráticos e um dos que melhor aplique o vago conceito de meritocracia, se engana quem acredita que “quem quer ajudar dá um jeito” ou ainda aqueles que dizem “você é tão bom nisso, só não ajuda a comunidade porque não quer”.

Difícil medir isso em tempos de quarentena, mas a verdade é que para quem trabalha pelo menos oito horas por dia e ainda perde mais algumas no trânsito — saudade de pegar um ônibus cheio, né, minha filha? — o trabalho voluntário é muito mais difícil e quase surreal do que para alguém com jornada menor de trabalho, por exemplo. Mesmo em causas voluntárias, o dinheiro também traz desequilíbrio.

Feliz ou infelizmente, a melhor resposta que temos hoje é a ajuda das empresas. A alocação estratégica de recursos humanos e financeiros nas comunidades é uma estratégia que vem se provando muito recompensadora para empresas como a Automattic, a 10up ou a brasileira Haste, só para citar algumas do universo do WordPress.

O que elas ganham com isso? O mesmo que as pessoas físicas: visibilidade, possibilidade dos funcionários aprenderem com outras pessoas da comunidade, certeza de que o programa está recebendo a atenção necessária e que soluções estão sendo criadas.

Para organizar e difundir esses esforços, o WordPress.org tem o Five for the Future. O programa incentiva pessoas e empresas a doarem 5% de seus recursos para o projeto WordPress.

No site, você encontra formas fáceis de participar do programa e ter certeza de que o futuro do WordPress e da democratização da criação de conteúdo na internet, uma das missões da plataforma, estão garantidos.

*

Mensalmente, Felipe Elia escreve sobre Comunidade, Desenvolvimento & Plugin para a comunidade WordPress São Paulo.

*

Felipe Elia — Radicado em Curitiba (PR), o carioca de 33 anos é mentor global da equipe de poliglotas do WordPress. Formado em Marketing e com Pós-Graduação em Marketing Digital pela Unicesumar, atua como gerente de localização e moderador do fórum brasileiro do WP em Português do Brasil. Além disso, é web engineer na 10up e mantém o canal Felipe Elia WP no YouTube.

5 respostas em “Até quando a sustentabilidade do open source e o voluntariado se completam?”

Muito bom, Felipe. Curto muito seus vídeos no youtube, estou começando agora no mundo WordPress, sei quase nada sobre programação, mas aos poucos vou aprendendo. Curti muito esse tal de open source, hahaha, espero poder ajudar com a comunidade. Por ler alguns de seus posts e do PainelWP decidi ajudar na tradução do plugin Facebook for Woocommerce, ainda não foram aprovadas, rs, mas é um começo.

Obrigado, Felipe. Entrei no link que você enviou e já criei uma conta. Depois te mando uma mensagem lá para saber mais sobre as diretrizes. Espero poder contribuir. Abraços.

Ótimos pontos levantados. Não sei bem na verdade até quando se completam, até o momento me parece um círculo vicioso no bom sentido.
Projetos interessantes nascem e podem crescer enquanto pessoas ajudam e aprendem ao mesmo tempo com isso, mas até quando teremos pessoas disponíveis para ajudar é realmente uma incógnita.
Como temos sempre gente nova aprendendo e se empolgando com projetos que chamam sua atenção, espero que seja eterna essa parceria e que o tempo disponível não seja um problema para o open source.

Deixe uma resposta